Exposição Fernando Rodrigues no CAE

No site do CAE- Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz não proporciona grande informação acerca da exposição, mas podemos dizer-vos o pouco que sabemos: estão expostos uma série de quadros pintados a acrílico e pastel seco, o pintor utiliza as duas técnicas em separado ou em conjunto.

Luís de Matos no CAE da Figueira da Foz

Luís de Matos, nascido em Moçambique a 23 de Agosto de 1970, começou com apenas 11 anos de idade a mostrar o seu talento natural no seu primeiro espectáculo, apresentando apenas uma ilusão.
Em 1986 recebe o “Prémio Revelação” no 7º Festival de Magia da Figueira da Foz, organizado pela Associação Portuguesa de Ilusionismo. A apresentação é feita em tons de vermelho e preto, e encerra com duas rolas que se transformam num coelho. Na altura, quem diria que, mais tarde, Luís trocaria coelhos por elefantes!!!
No seguinte festival, em 1987, agora intitulado 1º Congresso Mágico Nacional, fica em segundo lugar em magia de mesa com a apresentação de vários números de cartas. No fianl, o público surpreende-se ao ver que as cartas utilizadas ao longo do espectáculo se tranformam agora num baralho totalmente transparente.

Bem mais trade em 1990, Luís de Matos tem a sua estreia em televisão, num programa especial de Natal na RTP. A sua estrada foi encontrada.

9 anos mais tarde, em 1999, Luís de Matos recebe o prémio mais alto do mundo da magia, ao ser galardoado pela Academia de Artes Mágicas de Hollywood com o título de “Mágico do Ano”.

zz29.jpg

Agora este famoso e dotado mágico/ilusionista que se estreou na nossa pequena cidade, volta a actuar por cá.
No próximo dia 23 de Novembro, pelas 21h30, Luís de Matos estará de novo a dar-nos o prazer de assistir ao seu mundo fantástico da magia, onde NADA é impossivel, onde o limite é a nossa imaginação.

“Enigma” é uma noite de ilusão concebida e protagonizada por Luís de Matos. Em discurso directo, o mágico que Hollywood distinguiu, conduz a percepção de cada espectador através de um universo inexplicável. Cada momento de ilusão transforma-se no subconsciente do público, em misteriosos enigmas, tão indecifráveis quanto, aparente e inquestionavelmente, reais. Resultante de uma extraordinária mistura entre magia e humor, entre som e luz, entre o sonho e a realidade, este espectáculo é um verdadeiro Enigma que só cada espectador poderá decifrar.M 6 anos
Duração aprox.: 1h30
Entrada: 15,00 EUROS
 

Aquarium

phpthumb_generated_thumbnail.jpg

Show do Casino da Figueira da Foz


AQUARIUM

Mergulhe num espectáculo único!

Quartas e Quintas : 22h30
Sextas e Sábados : 23h00
Domingos : 17h00

Entrada Livre

Trata-se de mais um grande espectáctulo que o Casino da Figueira da Foz apresenta a  todos os visitantes.

Como alternativa tem também ao lado, no Café Salão outro tipo de entretenimento, nomeadamente musical:

Sygma Band – música ambiente e para quem queira dançar um pouco.
Dois dias com – É mais um espectáculo musical de domingo a segunda, com o(s) mesmo(s) artista(s) na nossa companhia.

Concerto no Tubo d’ensaio: Azevedo Silva e Best Before Full Moon

Sábado, 3 de Novembro, 22h

Concerto Azevedo Silva (Tartaruga) + Best Before Full Moon

   Um dia um miúdo na idade da acne agarrou numa guitarra e aprendeu a tocar. Hoje já não é miúdo e toca um som maduro e melancólico, com canções que bebem das suas influências mas que vão para além delas.

Em 2006, Azevedo Silva (vocalista e guitarrista de Madcab) dá início ao seu projecto a solo. Depois do album Clarabóia, Azevedo Silva segue com Tartaruga. Ao ouvirmos o seu álbum descobrimos que as canções respiram Lisboa. Quer na simplicidade intimista com que faz uso das emoções e das palavras, quer na forma como as transporta para uma guitarra triste mas intensa. Na sua voz reconhece-se a languidez da tartaruga. O vagar e a dormência com que canta e os sentimentos que arrasta na sua voz chegam a perturbar, quase a pedido.

Preço de entrada: 2 €

A Figueira da Foz

UM POUCO DA CIDADE

Image Hosted by ImageShack.us

A cidade da Figueira da Foz é uma cidade situada no centro de Portugal Continental, no distrito de Coimbra, mais precisamente na subregião do Baixo Mondego (desembocadura do rio Mondego com o Oceâno Atlântico). É a segunda maior cidade do distrito, com quase 30.000 habitantes.
A cidade é conhecida como “Rainha da Costa de Prata”.
É uma cidade pequena e essencialmente turística. Atrai centenas de pessoas na época balnear por causa das suas praias.

ARTE

A Arte pode definir-se como a capacidade que o Homem possui de produzir objectos ou realizar acções com as quais possa expressar ideias, sentimentos ou emoções estéticas. Esses objectos ou acções capazes de veicular ideias, sentimentos ou emoções estéticas são as obras de arte. No nosso século, mais do que em qualquer época, o mundo ocupa-se da Arte. Tem sido avançada a hipótese de que a civilização do futuro venha a ser a civilização sem Arte.As funções artísticas, digamos assim, já não são como no passado estabelecidas pela sociedade, mas sim por artistas (intelectuais) independentes. Este tipo de formação artística fez-se acompanhar pela formação de grupos de artistas. Estes grupos que atribuem um nome a eles próprios e seguem a sua “política” em relação à arte.Posso referir um grupo de artistas intervenientes em termos culturais chamado tubo d’ensaio (criado à relativamente pouco tempo;situa-se na Figueira da Foz) que promove espectáculos, exposições, workshops, atraiem muitos artistas ás suas instalações e até mesmo pessoas de diferentes faxas etárias que demonstram curiosidade em conhecer o espaço e em partilhar os seus conhecimentos. Além disso, os preços são bastante acessíveis. Eles pretendem, tal como referi em cima, ter uma “política” própria. As opiniões de um adminstrador do espaço: “a nossa opção sempre foi funcionarmos por nós próprios sem qualquer tipo de subsídios por mais díficil que pudesse ser uma primeira intervenção”; “Hoje em dia a maior parte deste tipo de grupos de jovens artistas como nós prentende incentivar todo o tipo de pessoas a estarem mais sensibilizadas para a cultura, para a arte, nada de demasiado revolucionário, mas que pudesse de certa forma sensibilizar” O carácter comum de todas as tendências é o de obviamente fazer Arte com o objectivo de que ela se insira no sistema cultural actual. A palavra cultura é de origem latina (onde possui a mesma raíz de cultivo e de culto, adoração), a palavra tem vindo a ser aplicada em diferentes contextos e domínios (nas ciências, nas técnicas, nas letras) que derivam de um significado etimológico comum. Cultura significa a acção que o Homem realiza quer sobre o seu meio, quer sobre si mesmo, com o objectivo de ter uma transformação. O significado desta palavra evoluiu em dois sentidos: primerio ela pode significar a formação do Homem como homem, isto é a sua educação a nível corporal, intelectual, moral e religioso. Enquanto acção do Homem no meio em que está inserido cultura significa um conjunto de produtos e atributos  das sociedade humanas. A cultura em si começou a difundir-se no século XIX, por filósofos alemães. Hoje pensa-se que cultura quanto ao domínio do ser focaliza a formação pessoal, os valores e a mentalidade; quando ao domínio do ter visa a vida material, técnica e tecnológica, equipamentos… Resumindo cultura significa o aspecto pessoal e criador da civilização.A cultura engloba portanto a linguagem falada, as técnicas da escrita, o direito, as práticas do lazer e do ócio, os costumes, as concepcções sobre o planeta e o universo, a religião e sobretudo a Arte sob todas as formas, está actividade como é exclusivamente humana, deve tanto aos seus criadores individuais como ás sociedades ondes eles se integram. A Arte é portanto um produto cultural por excelência.Por hoje é tudo, esperamos não massar mais com textos deste género (a nossa disciplina obriga-nos a ser específicos nas diversas áreas em que trabalhamos), nos próximos posts pretendemos publicar as novidades da nossa cidadade. Fiquem atentos ! 😉

texto por: Marta Vasconcelos Abrunhosa ; referências: Livros de História da Cultura e das Artes do 11º e 12º anos

Olá Figueira!!!

\Somos duas alunas do 12º ano de artes, da escola Dr. Joaquim de Carvalho (Figueira da Foz) e este é um projecto em conjunto, no âmbito da disciplina Área de Projecto. Pretendemos neste blogue divulgar a Arte da Figueira, incitando aos figueirenses e visitantes a procurarem um pouco mais da nossa cultura, ainda em crescimento.

Aqui vamos mostrar as novidades de exposições, novos artistas, peças de teatro, fotógrafos e fotografias, entre um variado leque de outros assuntos ligados à cultura e arte da Figueira da Foz.

 

As admnistradoras

Marta Vasconcelos e Vera Peneda